Matéria sobre inteligência artificial no Jornal Nacional

Matéria sobre inteligência artificial no Jornal Nacional

A inteligência artificial está cada vez mais presente em nossas vidas, e nos temas como inovação e novas tecnologias. Para demonstrar isso, no último dia 17 o Jornal Nacional, falou um pouco sobre esse tema. Nossos parceiros da Saraiva, contaram um pouco como a GoBots tem feito com que ganhem rapidez, autonomia e reduziram custos em seu atendimento ao cliente. Estamos honrados em poder trazer toda essa tecnologia a um grande player do mercado.

E você, também quer um atendimento automatizado com redução de custos, aumento nas vendas e autonomia? É só clicar nesse link https://gocommerce.gobots.com.br/

Você ainda não viu? Então aperta o play!

Black Friday chegando! Você está preparado?

Black Friday chegando! Você está preparado?

E uma das maiores datas para o comércio físico e eletrônico está chegando, a Black Friday! Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem te ajudar a se preparar melhor para esta data.

Estoque (SKU´s)

Você sabe o que é um SKU? É basicamente um código de controle de estoque, onde cada produto possui um SKU para controle, por exemplo o marketplace mercado livre você consegue cadastrar um código desse para cada produto, com a ideia de controle e organização. Quando você tem um mesmo produto e quer criar anúncios variados daquele mesmo produto você cadastra o mesmo SKU para todos esses anúncios, pois depois em sua mensuração de resultados você consegue puxar pelo SKU e ver o resultado de cada anúncio, por exemplo.Ter um estoque bem organizado faz toda a diferença, você economiza tempo na procura e seleção de produtos para envio aos clientes.

Equipe

Um dos pontos mais importantes hoje para o comprador é prestar um atendimento de alta qualidade, por isso treine o seu time com casos que já aconteceram (cases), crie algumas situações de exemplos para ver como o seu time sairia, dessa forma o seu time fica 100% preparado para qualquer imprevisto.

Precificação

A Black Friday é uma das datas mais esperadas pelos lojistas, isso sabemos! Mas tome cuidado. Antes de fazer AQUELA promoção, analise sua margem de lucro, veja se de fato faz sentido um esforço comercial para aquele produto. Analise os produtos que estão há algum tempo em estoque (dinheiro parado) e também ofereça sempre ao seu cliente a opção de parcelamento, pois pequenos números (parcelas) chamam a atenção do consumidor. 🙂

Descrição do produto

Já pensou como o seu cliente se comporta? Já pensou como ele chega até os seus produtos? Ou melhor, como ele procura na internet por esses produtos? Pois é, esse brainstorming (troca de ideias sem pré-julgamento do colega, onde você e sua equipe conseguem pensar em ideias para um determinado assunto/problema), é totalmente válido, você conhecendo o seu cliente ou a jornada que ele leva até chegar em seu produto, fará com que você crie os seus anúncios com variações palavras que o seu cliente de fato procure. Uma opção bacana é criar variações de anúncios para os seus produtos, dessa forma você pode aparecer de várias formas no campo de busca de inúmeras plataformas. Ah, ótima avaliações também fazem com o cliente tenha sempre confiança em comprar (não só no Mercado Livre, em qualquer plataforma de e-commerce), então conclua a sua compra com êxito para sua avaliação sempre estar lá em cima.

Atendimento/Inteligência Artificial

Com a black friday, o volume de perguntas em seus produtos/anúncios tendem a  aumentar por conta do esforço de comunicação da black friday e também por ser conhecida como uma data com grandes descontos. Então por que não utilizar a tecnologia para te ajudar nesse ponto? Por exemplo o Software GoCommerce, consegue ajudar os vendedor do Mercado Livre a responder dúvidas dos seus clientes, fazendo com que essa demanda seja menor, tomando menos tempo da equipe de atendimento. O legal também é o período teste de 30 dias para você poder entender melhor a ferramenta

Faça um plano de Marketing

Possui uma lista com e-mails de clientes que já compraram? Por que não enviar promoções e informações sobre a black friday? Procure também investir tempo em suas redes sociais e site, para melhorias na comunicação com o seu cliente, crie um cronograma de postagens com as possíveis promoções que entrarão em desconto.

Crie chamadas aos seus e-mails e comunicações que de fato chame a atenção do seu cliente, teste falar do benefício que o produto ou promoção pode trazer pra ele, esqueça um pouco da característica técnica do produto e pense no que ele trás de ganho para o seu cliente. 🙂

E é isso :).

Abraços,

Escrito por Matheus Leite – Head de Marketing da GoBots.

 

Pink e o câncer de mama – Entenda melhor!

Pink e o câncer de mama – Entenda melhor!

O Câncer de mama é causado pela multiplicação de células anormais na mama, onde essa multiplicação pode formar um tumor. Essa doença atinge milhares de mulheres no mundo todo e para ajudar na sua prevenção, em 1990, nasceu um movimento conhecido como Outubro Rosa.

Desde então, o mês de outubro é voltado para promover a conscientização sobre a doença e também muitas empresas proporcionam dicas e informações sobre a doença.

Vendo a importância em ajudar as pessoas a tentarem se prevenir, ficarem atentos a essa doença, e também propagar a ideia de que bots e tecnologia podem impactar milhares de pessoas, a GoBots criou a “Pink”, que pode te ajudar a tirar dúvidas e entender um pouco mais sobre o auto-exame e informações do câncer de mama.

A Pink, é um bot que busca trazer acessibilidade ao autoexame do câncer de mama. Por meio de inteligência artificial, ela está sendo constantemente treinada para poder  ajudar cada vez mais sobre esse tema, a ideia é tentar fugir do padrão de textos corridos e fóruns sobre o tema, trazendo inovação e tecnologia para um assunto tão importante.

Quer ver a Pink em funcionamento? É só clicar aqui

O que é Inteligência Artificial e quais a suas aplicações

O que é Inteligência Artificial e quais a suas aplicações

Nós chamamos de Inteligência Artificial quando uma máquina realiza ações similares a um humano, consideradas de alguma forma inteligentes, como por exemplo: responder a mensagens e aprender com novas informações.

Dentro de Inteligência Artificial temos o Processamento de Linguagem Natural, uma área que une computação e linguística que busca extrair de forma automática sentido das frases humanas.

Mas como isso funciona e qual o potencial atual da tecnologia?

Se compararmos a inteligência das máquinas com a inteligência humana, vemos que os computadores ainda tem muito a evoluir. Ao longo de nosso processo evolutivo, as máquinas hoje podem ser comparadas ao cérebro reptiliano.

Esse cérebro ainda não sente emoções e é capaz apenas de promover reflexos simples. É movido a regras criadas pelo processo de seleção natural, e não real aprendizado.

Por isso desenvolver e aplicar na prática as soluções de Processamento de Linguagem Natural como chatbots, análise sentimental, está muito longe de simplesmente dar vida a um robô que passará a responder e aprender com as mensagens, e sim um intenso processo de evolução e treinamento aliado a conexão com bases de informação e outros sistemas.

Possíveis aplicações

Entre as aplicações da Inteligência Artificial estão: processamento de vídeos e imagens (usadas em carros autônomos), assistentes pessoais (Siri) e atendimento automático ao consumidor. Para explicar mais sobre essa inteligência, vamos detalhar a que temos know-how e que trabalhamos hoje em nossa aplicação.

Inteligência Artificial no seu Marketplace

A Inteligência Artificial ainda é uma aplicação difícil, que envolve bastante trabalho de integrações e treinamentos, o que diminui e atrasa a adoção da tecnologia. Pensando nesse desafio, nós da GoBots, criamos o GoCommerce, uma solução de  Inteligência Artificial voltada para o Mercado Livre, onde ela realiza o atendimento ao cliente em toda jornada de compra, respondendo dúvidas e gerando insights para os gestores.

Em apenas 6 meses temos mais de 2 milhões de mensagens processadas sobre diversos produtos e pedidos (celulares, livros, pneus, tênis, lanternas para carros e ferramentas).

No GoCommerce, aceleramos a evolução do robô com as seguintes ações:

  • Inserimos na memória uma base de 1,7 milhões de produtos com suas informações mais requisitadas;
  • Integramos com o Mercado Livre e transportadoras para que o robô saiba as informações do pedido e entrega;
  • Analisamos as melhores práticas de atendimento ao consumidor, dessa forma nosso robô age também proativamente.

Como resultados, já conseguimos responder mais de 50% de perguntas com 95% de assertividade, um resultado acima da média da indústria. Estamos presentes nas maiores lojas como Saraiva, Multilaser, entre outras.

Se tiver dúvidas sobre IA é só mandar um e-mail para o contato@gobots.com.br e caso tiver interesse em testar a nossa solução, é só acessar gocommerce.gobots.com.br.

 

Escrito por

Victor Hochgreb – CEO da GoBots

Investir ou não em chatbots?​

Investir ou não em chatbots?

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Muito se questiona se vale a pena investir em chatbots, porém o primeiro passo para responder essa pergunta é entender o que é a inteligência artificial (IA) e quais são suas aplicações, por isso antes de tudo, leia esse texto,  pois só assim você conseguirá determinar se realmente é possível aplicá-la em algum processo de seu negócio. Sendo possível, é importante mapear  quais serão os benefícios, as desvantagens e também entender as limitações e a curva de aprendizagem da IA.

CURVA DE APRENDIZAGEM – CASO PRÁTICO

Vamos pegar um caso prático da Gobots, um dos nossos produtos, o GoCommerce responde perguntas em anúncios de vendedores do Mercado Livre, na primeira semana em que a solução está no ar a assertividade média nas respostas do robô e no processamento da linguagem natural fica em torno de 82%, ao término do primeiro mês ela chega em 90% e no segundo mês fica em média 96%.

Isso acontece devido à manutenção que é realizada na IA, onde ela passa a aprender novas regras, novos contextos e novas palavras, portanto não espere que ela chegue em 100% e nem que no primeiro dia terá 98% de assertividade.

VANTAGENS

Ao decidir que você quer colocar um chatbot na sua empresa você terá diversas vantagens, como passar a realizar o atendimento aos clientes online e 24/7, um grande diferencial hoje no mercado. Os chatbots também podem atuar também na parte de comercialização de seus produtos e serviços, podendo gerar vendas sem a necessidade de atuação da equipe comercial, nestes dois casos a demanda para a equipe de atendimento e comercial irá reduzir, podendo até gerar redução de custos.

Outra vantagem é que os chatbots são capazes de realizar processos manuais como por exemplo cadastrar os dados de um cliente em um sistema, nesse caso o cliente envia uma foto do documento de identidade e comprovantes de endereço para o chatbot e através do processamento de imagens e de texto ele identifica os dados e já registra no sistema, isso reduz os trabalhos manuais e também a chance de erros de digitação.

Por fim, vale a pena citar a escalabilidade, um chatbot pode atender desde 1 cliente até 1 milhão (ou muito mais) ao mesmo tempo, ou seja, sua operação fica muito mais escalável.

DESVANTAGENS

Por outro lado também é importante entender os impactos negativos de iniciar uma operação com chatbots, como vimos há uma taxa de erro na interpretação de texto e consequentemente na mensagens enviadas pelos chatbots, o que pode ser prejudicial para seu atendimento, podendo até fazer com que você perca clientes (no início). Enquanto com o atendimento humano a chance de erro existe, porém é muito baixa, neste caso o custo da sua operação é bem mais elevado.

Outra situação que é importante ressaltar são os atendimentos complexos, existem casos em que a complexidade da solicitação de um cliente é tão alta que dificilmente (não impossível) um chatbot conseguirá resolver o problema, sendo assim, em situações extremamente complexas ainda será necessário um contato humano para solucioná-las.

CUSTO BENEFÍCIO

Qualquer aplicação dessa tecnologia precisa, pelo menos, pagar o valor do investimento que é feito nela, seja com geração de receita, redução de custos ou otimização de processos. Portanto leve a implementação como um projeto, ou seja, tenha pelo menos uma pessoa dedica a acompanhar a implementação, a manutenção, propor melhorias e mensurar os resultados (sempre com ajuda da empresa que fornecer a solução). Projete seu custo com essa tecnologia, a receita que ela pode gerar e também os custos que ela pode vir a reduzir, faça isso para 3 cenários: pessimista, conservador e otimista. Se quiser melhorar ainda mais a análise, faça essa projeção mês a mês e traga o resultado de cada mês a valor presente, calcule o VPL do projeto e compare com outros projetos que poderiam ser implementados com o mesmo valor de investimento.

CONCLUSÃO

A resposta para a questão se vale a pena ou não investir em chatbots vai ser depende, o primeiro ponto que deve ser levado em conta é o custo benefício, ele recompensará em algo para a sua empresa? Irá trazer mais otimização em algum ponto, o investimento será compensado? Se sim, vale a pena. Agora, se houver algum projeto mais relevante para ser investido, não compensa. Você precisa estar 100% disposto a fazer acontecer, pois no início pode haver erros pelo lado da inteligência, e você com certeza precisa estar de olhos bem abertos para atualizações e feedbacks de melhorias para o robô, até a curva de aprendizagem chegar em um patamar bom depois disso é só aproveitar as vantagens do chatbot.

Quer entender mais sobre a GoBots e os seus serviços? Acesse o nosso site: https://gobots.com.br/

 

Vantagens e desvantagens de vender em marketplaces​

Vantagens e desvantagens de vender em marketplaces

Se você possui um e-commerce, quer começar a vender online ou está pensando em iniciar sua operação em marketplaces, antes de mais nada é importante saber o que são marketplaces e quais são as vantagens e desvantagens em vender seus produtos nesse “shopping” online.

O QUE SÃO MARKETPLACES

A associação mais interessante de se fazer com marketplaces é a de compará-los à shoppings virtuais. Quando você vai comprar algo e quer dar uma olhada nas opções ou pesquisar preço você pode ir à um shopping e entrar em diversas lojas (que vendem inclusive os mesmo produtos), olhar os produtos disponíveis, verificar o preço e sair sem comprar nada. O mesmo acontece com os marketplaces, basicamente são sites onde diversos lojistas anunciam os seus produtos e aguardam que algum visitante o encontre e faça uma compra. Parece simples, não é? E de fato é, mas é sempre bom saber quais são as vantagens e desvantagens em anunciar seus produtos em marketplaces:

VANTAGENS

Audiência: Os marketplaces contam com uma audiência gigantesca, milhões e milhões de visitas todos os meses, portanto caso você comece a vender em marketplaces passará a contar essa enorme audiência.

Logística: Na maioria dos casos, os marketplaces cuidam da logística de entrega dos seus produtos ou fornecem um serviço de fulfillment (processo que envolve desde o pedido do cliente até o recebimento da encomenda) que realizará essa atividade. Eles optam em realizar essa atividade, pois o consumidor que compra no marketplace da Americanas (por exemplo) e recebe o seu produto em atraso, reclama da Americanas e não da sua loja, por isso eles ficam responsável pela entrega, uma preocupação a menos.

Marketing: Para conseguir essa audiência os marketplaces investem muito em marketing, portanto, esse investimento que tem como objetivo fazer com que o site seja encontrado na primeira página do Google, fica sob responsabilidade deles.

Meios de pagamento: Geralmente os marketplaces também já possuem um parceiro para processar todos os pagamentos que acontecem no site, ficando mais essa atividade sob a responsabilidade deles. E além disso, as taxas deles são muito mais vantajosas com as adquirentes, pois possuem um alto volume financeiro transacionado.

DESVANTAGENS

Taxas: Apesar das vantagens mencionadas acima vender em marketplaces também tem seus lados ruins e um deles é a taxa, que nada mais é do que uma comissão que eles recebem para cada venda sua, as taxas variam em média de 10% a 25%, tudo isso depende de seu volume e do alcance negociado com o marketplace.

Poder de barganha: No final do dia quem manda no site é o marketplace portanto qualquer alteração que ele impor ou você aceita ou para de vender seus produtos, e isso pode ir desde aumento nas taxas até escolher se você vai vender ou não um determinado produto, portanto tome cuidado.

Concorrência: Para os marketplaces quanto mais vendedores na plataforma deles melhor, pois aumenta a diversidade para os consumidores finais. E isso significa que vão ter diversas empresas que vendem os mesmo produtos que você, ou seja, a competição no marketplace passa a ser preço e atendimento, pois a entrega, o pagamento, o frete vão ser todos cobrados ou efetuados pelo marketplace.

Informações privilegiadas de mercado: A partir do momento que você começa a vender no marketplace eles passam a ter diversas informações de mercado como qual a loja que vende mais barato ou quais são os produtos que mais vendem e qual o preço, entre outras informações de tudo que acontece no site deles e eles podem passar a vender esses produtos, pois sabem que vale a pena.

O ponto principal que podemos tirar de tudo isso é que assim como tudo na vida, os marketplaces tem seu lado bom e seu lado ruim. E o grande segredo é minimizar os riscos das desvantagens e aproveitar as vantagens, ou seja, você deve vender sim seus produtos em marketplaces e aproveitar a audiência deles, afinal é melhor vender pagando uma taxa do que não vender (mas faça a conta antes para ver se a taxa não reduz sua margem para um patamar inviável).. Além disso, não esqueça que a sua principal operação ainda deve ser o seu e-commerce portanto continue focando nele, pois se você passar a depender dos marketplaces você sabe que as regras podem alteradas a qualquer momento.

 POR DANIEL BUGLIA