Isa.Bot, uma robô programada para informar e acolher em casos de violência doméstica ou online

Tenho lido muito sobre o poder das mulheres na sociedade e sobre o que muitas vezes elas passam dentro de um relacionamento. Sei que todas as mulheres um dia já viveram ou ainda viverão situações desconfortáveis por estarem em relacionamentos abusivos. E na maioria dessas situações, elas baixam a cabeça porque entendem que a culpa do outro ser daquele jeito é dela mesmo.

Devido a proliferação do machismo de geração em geração, nós mulheres fomos ensinadas a aceitar qualquer forma de abuso desde que nascemos, seja ele psicológico ou físico, e demoramos muito tempo para entender que isso pode e deve ser diferente.

Um dia desses lendo um livro sobre empoderamento feminino, conheci mais sobre um conto chamado “O Barba Azul”. O Barba Azul se intitulava como um mágico fracassado e utilizou desse argumento para conquistar o coração de uma moça. Ela por ser nova e inexperiente acreditou em tudo que ele lhe dizia, e resolveu dar-se em casamento.

Na primeira oportunidade, o Barba Azul disse que sairia por um tempo e deu as chaves do castelo para sua amada, e disse: 

– Você pode fazer tudo o que quiser durante esses dias que eu estiver fora. Pode abrir todas as portas e dispensas, porém não utilize essa chave pequena.

– Tudo bem, farei o que você mandar – ela respondeu.

Porém essa jovem mulher sentia no seu íntimo que deveria desvendar o mistério da chave. O que o marido escondia por trás dessa porta que ela não deveria saber?

Depois de tanto ouvir sua intuição, ela decidiu encontrar a porta. Procurou no castelo todo, e restou somente uma que ainda não havia sido aberta, a do porão. Ela estava com medo do que essa decisão poderia resultar, mas acima de tudo estava decidida a ir até o fim. Ao abrir a porta descobriu que seu esposo havia assassinado todas as mulheres com que já havia vivido e que provavelmente ela seria a próxima.

Ele voltou de viagem e ela tentou disfarçar o ocorrido, mas ele logo percebeu que algo estava errado em seu comportamento e a atacou. Mas ainda bem que esse não é o final da história, ela foi mais rápida que ele e denunciou os seus feitos para a sua família, que apoiou e salvou a jovem moça do ataque predador daquele homem.

Infelizmente, muitos desses crimes horríveis de abuso contra mulher acontecem quando ela descobre sua força, e é aí que o companheiro, se é que a gente pode dar esse nome a ele, decide se vingar e manchar a reputação da mulher. Fazendo ela acreditar que o fato de ter aberto a porta do relacionamento e descoberto que aquilo não lhe cabia mais, era culpa dela. 

Saiba que, mesmo se você não tiver uma rede de apoio que pode te livrar desse predador, hoje a tecnologia pode te ajudar. Procurando sobre o tema na internet encontrei a Isa.bot, que é uma inteligência artificial que livra mulheres de violências onlines, como: compartilhamento não-consensual de imagens íntimas (a chamada “pornografia de vingança”), assédio, sextorsão, entre outras.

Na Isa.bot você encontrará dicas, por exemplo, sobre preservação de provas e recursos como o contato do Mapa do Acolhimento, uma plataforma que conecta mulheres que sofreram violência de gênero a uma rede de psicólogas e advogadas voluntárias. Para quem escolher “Saber mais”, a bot oferecerá conteúdos para quem deseja ajudar a promover uma internet acolhedora, além de dicas para ajudar as mulheres a manterem-se seguras, incluindo informações sobre como usar as ferramentas disponíveis para relatar problemas em plataformas como Facebook e Google.

Fuja do relacionamento que não te permite viver como você mesma, ele é abusivo. E nunca esqueça que você não está sozinha nessa causa! Se precisar de ajuda também pode contar comigo e com todo o time da GoBots. 

#MexeuComUmaMexeuComTodas